Sobre etiquetas em contas de mídia governamental e afiliada ao Estado no Twitter

As etiquetas nas contas afiliadas ao Estado contextualizam melhor quais contas são controladas por determinados representantes oficiais de governos, entidades de mídia afiliada ao Estado e pessoas físicas ligadas a tais entidades. 

A etiqueta é exibida na página do perfil da conta do Twitter em questão e nos Tweets enviados e compartilhados por essas contas. As etiquetas contêm informações sobre o país ao qual a conta está afiliada e se é utilizada por um representante do governo ou por uma entidade de mídia afiliada ao Estado. 

Além disso, essas etiquetas incluem o ícone de uma pequena bandeira, para sinalizar que se trata de uma conta governamental, e o ícone de um pódio, para sinalizar que se trata de mídia afiliada ao Estado.

 

A definição de contas governamentais

Nosso foco está em autoridades de alto nível e entidades que atuem como voz oficial da nação no exterior, mais especificamente contas das principais autoridades do governo, incluindo ministros do exterior, entidades institucionais, embaixadores, porta-vozes oficiais, autoridades de defesa e corpo diplomático. Quando as contas não tiverem uma função como canal de comunicação governamental geopolítico ou oficial, não marcaremos a conta. 

 

A definição de contas de mídia afiliada ao Estado

A definição de mídia afiliada ao Estado são meios em que o Estado exerce controle sobre o conteúdo editorial por meio de recursos financeiros, pressões diretas ou indiretas e/ou controle sobre produção e distribuição. Contas pertencentes a entidades de mídia afiliadas ao Estado, seus editores-chefes e/ou equipe de destaque podem receber etiquetas.

Organizações de mídia financiadas pelo Estado, mas que tenham independência editorial, como a BBC, no Reino Unido, e a NPR, nos EUA, não se enquadram como mídia afiliada ao Estado para os propósitos desta política.
 

 

Atualmente, quais contas aplicam a etiqueta?


Atualmente, as etiquetas aparecem em contas do Twitter nos seguintes países: China, França, Rússia, Reino Unido, Estados Unidos, Belarus, Canadá, Alemanha, Itália, Japão, Cuba, Equador, Egito, Honduras, Indonésia, Irã, Arábia Saudita, Sérvia, Espanha, Tailândia, Turquia, Ucrânia e Emirados Árabes Unidos, desde que sejam:

  • Contas governamentais com alto envolvimento em geopolítica e diplomacia
  • Entidades de mídia afiliadas ao Estado
  • Pessoas físicas, como editores ou jornalistas, associadas a entidades de mídia afiliadas ao Estado 
     

Esta política será expandida e, no futuro, incluirá outros países. 

Além disso, as etiquetas fazem diferenciação entre contas individuais de governo e contas institucionais de governo.

 

Essas etiquetas limitam a funcionalidade? 


No caso de entidades de mídia afiliada ao Estado, o Twitter não recomendará nem amplificará as contas nem os Tweets publicados que tiverem com essas etiquetas. Em circunstâncias limitadas nas quais haja um risco elevado para casos de feridos, inclusive situações nas quais os governos bloqueiem acesso às informações na internet no contexto de um conflito armado, o Twitter também não recomendará nem amplificará certas contas governamentais ou seus Tweets com esses rótulos às pessoas.

Nossa abordagem de contas de mídia afiliada em Tweets

Também adicionaremos etiquetas a Tweets que compartilham links para sites de mídia afiliada ao Estado e não recomendaremos nem amplificaremos esses Tweets para as pessoas. 

Etiqueta em um Tweet que compartilhou um link para um site de mídia afiliada ao Estado.

Compartilhe este artigo