Política sobre a Exploração Sexual de Menores

Regras do Twitter

O Twitter não tolera nenhum material que destaque ou promova a exploração sexual de menores. Isso pode inclui mídias, texto, imagens ilustradas ou geradas por computador. 

Argumento 

Independentemente da intenção, a visualização, o compartilhamento ou a vinculação de mídias de exploração sexual de menores contribui para a revitimização do menor retratado e, portanto, não é permitido no Twitter. Isso também se aplica a conteúdos que possam contribuir ainda mais com a vitimização de crianças por meio da promoção ou exaltação da exploração sexual de menores.

Quando isso é aplicável 

Para os fins desta política, um menor significa qualquer pessoa com menos de 18 anos. Exemplos de conteúdo que retratam ou promovem a exploração sexual de menores incluem, mas não estão limitados a: 

  • Representação visual de um menor se envolvendo em um ato sexualmente explícito ou sexualmente sugestivo. 
  • Representações ilustradas, geradas por computador ou outras formas de representações realistas de um menor humano em um contexto sexualmente explícito ou envolvido em um ato sexualmente explícito. 
  • Links para sites de terceiros que hospedam material de exploração sexual de menores.

Os comportamentos a seguir também não são permitidos no Twitter: 

  • Fantasiar sobre a exploração sexual de menores ou promover o envolvimento na exploração sexual de menores.
  • Expressar desejo em obter materiais que destaquem a exploração sexual de menores.
  • Recrutar, anunciar ou expressar interesse em: (1) um ato sexual comercial envolvendo uma criança, ou (2) esconder e/ou transportar uma criança para fins sexuais.
  • Enviar imagens sexualmente explícitas para uma criança.
  • Envolver um menor em conversas sexualmente explícitas.
  • Tentar obter imagens sexualmente explícitas de um menor ou tentar recrutar um menor para serviços sexuais por meio de incentivos ou chantagem.
  • Identificar supostas vítimas de exploração sexual na infância por nome ou por foto. 

Consequências

Na maioria dos caso, a consequência por violar nossa política de tolerância zero à exploração sexual de menores é a suspensão imediata da conta permanentemente. Além disso, os violadores não terão permissão para criar novas contas no futuro. 

Em um número limitado de situações, quando nenhuma intenção maliciosa for identificada, os usuários podem ser solicitados a remover o Tweet em violação e ter as contas bloqueadas temporariamente antes que possam tweetar novamente.

Quando tomarmos conhecimento de links representando ou promovendo a exploração sexual de menores, eles serão removidos do site sem nenhum aviso prévio e denunciados ao The National Center for Missing & Exploited Children (NCMEC).

O que você pode fazer

Se você acredita que encontrou uma conta do Twitter que distribui ou promove a exploração sexual de menores, denuncie-a por meio de nosso formulário designado. Inclua o nome de usuário e os links para os Tweets relevantes que levaram você a acreditar que a conta deveria ser investigada. Para obter ajuda para encontrar os links de status diretos dos Tweets individuais, consulte nossa página de ajuda

Se você encontrar um conteúdo em qualquer outro lugar da Internet que esteja distribuindo ou promovendo a exploração sexual de menores, deverá registrar uma denúncia junto ao NCMEC aqui ou junto às autoridades locais. Se você acredita que o conteúdo está hospedado em um site fora dos Estados Unidos, você pode denunciá-lo no site de Números de telefone da International Association of Internet.

Nossos parceiros 

Temos parceria com várias organizações no mundo todo que se dedicam ao combate à exploração sexual de menores. Você pode encontrar uma lista completa de nossos parceiros de segurança aqui.

Marcar como favorito ou compartilhar este artigo

Este artigo foi útil?

Agradecemos por enviar sua opinião. Estamos felizes em poder ajudar!

Agradecemos por enviar sua opinião. Como podemos melhorar este artigo?

Agradecemos por enviar sua opinião. Seus comentários vão nos ajudar a melhorar nossos artigos no futuro.